©2019 by Sete Almas.

Depoimentos de Vidas Transformadas pelo Programa Sete Almas

 

Geise

Bióloga

"Antes da Sete Almas eu era uma pessoa bem fechada, aprendi cedo que chorar não resolvia problemas e era sinal de fraqueza, e eu não queria ser fraca. Amadureci rápido reprimindo sentimentos dentro de mim, ser feliz era aceitável, mas ser triste não.

Ninguém sabia de nada, por que eu escondia atrás de sorrisos e mostrava que tudo estava bem. Não confiava nas pessoas, me focava nos estudos e me forçava a encher a cabeça, pois se minha mente estivesse saturada eu não ia sentir nada, fui me tornando mais fechada e cada vez mais invisível para os outros.

 

Nunca procurei ajuda, pois achava uma bobagem e um sinal de fraqueza, era obcecada em ser forte e feliz. Chegou um período em que tudo estava tão difícil que todos os dias eu tinha um pensamento suicida diferente, e só não me deixei levar por eles, pois pensava no impacto que isso causaria na vida da minha mãe. Foi aí que conheci a Sete Almas, através da minha amiga Alessandra, eu fiquei muito curiosa e tive algo diferente para me motivar que não era só estudar e achei que esse projeto seria mais uma válvula de escape para me esconder.

Encontrei no projeto da Sete Almas pessoas que se ajudavam e confiei nelas, elas me ajudaram muito, com um tratamento bem simples, divertido, criativo e sem cara de tratamento médico ou psicológico (o que para mim foi importante, pois tornou o processo natural, pois eu não procurava ajuda) e eu pude enxergar os meus problemas e começar o processo para consertá-los. Com algumas conversas e usando os chakras como base para criar personagens com personalidades (que fazem parte da minha personalidade total) e histórias metafóricas únicas, eu pude mudar e melhorar (não sei bem se foi de proposito ou se foi um efeito de como tudo foi feito).

É um processo de evolução constante, tive que fazer um pequeno tratamento com floral para equilibrar meu chakra 2, fez muita diferença. Eu ainda me sinto não realizada às vezes e fico triste, mas hoje eu percebo como lidar com isso e não me deixo mais me consumir. Os pensamentos suicidas sumiram, tudo porque eu pude pôr para fora o que estava guardado há anos.

Hoje eu sou muito mais aberta e voltei a confiar nas pessoas, com um pouco de reserva confesso, mas ainda assim consigo, antigamente era impossível, não estou mais isolada e não me sinto na obrigação de enfrentar tudo sozinha."

Sandra (Mãe de Alice e Alessandra,

desenvolvedoras da Sete Almas.)

Pedagoga, terapeuta.

"Oi, me chamo Sandra. 

Tem alguns anos que fiz um curso de chakras relacionado com Florais de Minas, e nesta época, eu trouxe um livro para casa sobre este assunto. Não foi fácil para mim fazer este curso, precisei ficar longe de meu filho caçula e meu coração sofria e chorava. Minha garganta ficou seca e tossia muito na hora da aula e tinha que sair da sala várias vezes.

Tudo na vida tem um preço, e foi assim que o estudo sobre a Sete Almas começou a nascer e crescer, através daquele livro que eu trouxe.

Eu sempre busquei conhecimento e o primeiro chakra é minha meta, embora aprendemos desde criança nos cuidar, sempre há alguma coisa para acrescentar em nossa estrutura de sobrevivência. Aprendi a cuidar das coisas, mas de mim faltaram vários detalhes como saber me nutrir, hidratar, descansar, caminhar e etc.

No princípio quando minha filha começou estudar chakra no livro que eu trouxe para casa, eu fiquei preocupada, pois cada momento ela se tornava um personagem. Achei que estava ficando perturbada, orava e repreendia. Até que ela formou em cinema, pensei que estava atuando kkkkkkkkk.

Alice começou a se fantasiar dos personagens e eu comecei a me divertir com eles. Assim fui entendendo esta divisão de 8 personagens. Me lembrei do estudo dos Sete Espíritos de Deus. Eu tenho muito cuidado para que nada me afaste de Deus e a Sete Almas me assustou. Agora que entendi, estou mais tranquila e aproveitando o que a Sete Almas oferece:

Altoconhecimento, autoconstrução clara de minhas personagens que conversavam na minha cabeça."

Ademar (Pai de Alice e Alessandra, desenvolvedoras da Sete Almas)

Filosofo, acupunturista, homeopata, fitoterapeuta.

"Quando conheci, há 6 anos a intenção da Alice de fazer um sistema, do qual ela havia denominado de Sete Almas, senti que ali estava algo original. Posteriormente fiquei sabendo que poderia ser uma nova forma de ver o Chakras. Mesmo assim não tira a sua originalidade.

 

Fiquei muito entusiasmado com esta forma terapêutica de abordar, pois faria com que as pessoas se identificassem com personagens que elas mal sabiam que existissem nelas, e que o equilíbrio para os seus desequilíbrios viria de uma forma serena e rápida, sem sofrimento.

No decorrer dos últimos 6 anos, pude presenciar a cura se não totalmente, mas quase completa de várias pessoas através desse método. Pessoas que já tinham percorrido os consultórios de profissionais de saúde como psicólogos e psiquiatras. Pessoas que viviam escondidas atrás de máscaras com medo de revelar a verdadeira identidade do personagem que a maltratava. Assim que aplicaram o programa da Sete Almas, descobriram que existiam outros personagens que dariam um "jeito" no descontrole daquele personagem que os faziam sofrer.

Quem faz o curso não só se descobre como também pode ajudar outras pessoas.

Parabéns Alice por este método  de tratamento tão sereno  para a alma."

Pedro

Universitário de Publicidade e Propaganda

"Até o dia em que conheci o Sete Almas, sinto que era difícil me organizar sentimentalmente e ter uma boa noção das minhas necessidades de acordo com valores de saúde mental e corporal, eu já havia tentado outros métodos, porém eram muito religiosos ou desinteressantes. Do momento que me foi apresentada a filosofia do Sete Almas, aprendi como ter noção sobre indicativos de equilíbrio na minha saúde, necessidades sociais, físicas e espirituais, num método voltado para auto-consciência e de diagnósticos chakrais que evidenciam problemas em minha vida."

Mateus (Irmão mais novo de Alice e Alessandra)

Estudante

"Alice faz esse lance de Sete Almas há muito tempo, eu era muito pequeno quando comecei a desenvolver os personagens, antigamente não tinha técnica pra descobrir todas de uma vez, nós descobríamos com o tempo mesmo... não lembro como minha vida era antes da Sete Almas, desenvolvi minha pessoa por esse método durante minha infância e a minha adolescência até agora.

Não tive muitos conflitos com minha personalidade na adolescência por me conhecer desde pequeno. Na época de desenvolvimento do primeiro e segundo chakra, eu estava até mais calminho, mas agora que chegou a época do terceiro, eu tô "doidão". Falando em personalidade, adivinha quem tá falando aqui agora??!😁.........3......2.......1...0........-1......... TAMEUS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! (minha quinta personalidade).
 

Vou dizer uma coisa pra vocês.......essas Sete Almas é legalzasssa e eu aconselho muito pra pessoas que tem interesse em se entender ou ser uma pessoa melhor."

Lígia

Universitária em Artes Plásticas 

"Eu entrei no sete Almas por amizade, e criei minhas personalidades pensando na pessoa que tinha sido e em quem queria ser futuramente, em meus sonhos. No meio do processo, descobri partes minhas que precisavam de ajuda e partes que nunca permiti existir em  mim. Com o Sete Almas, eu pude me permitir ser eu mesma, me aflorar e me elevar junto com todas as outras pessoas maravilhosas que estão aqui."

Marco

Gastrônomo

"O Sete Almas ajudou bastante a me controlar socialmente, apesar que ainda prefiro conviver com cães do que humanos kkkk. Foi  uma sensação de alívio depois de 12 anos, onde nada de bom acontecia, era só sofrimento. Depois que me envolvi em uma briga onde meu padrasto virou umas cervejas, bateu na minha mãe (e não foi a primeira vez). Entramos em luta corporal, caímos escada abaixo, consegui cessar a agressão de um modo não muito legal...

Depois conheci a Cassandra, viramos amigos e namorados. Passou um tempo, ela foi fazer uma viagem e recebi a ligação três dias depois falando que encontraram ela morta, e segundo a perícia ela foi sequestrada, torturada e estrupada. Fiquei com ódio do mundo e de todo tipo de criminoso. Eu era violento introvertido, doentio, psicologicamente instável.

O Sete Almas me fez mais tolerante extrovertido, amistoso, menos agressivo e violento. O Sete Almas me ajudou muito, pode ajudar você também!

SOU UM HOMEM ADULTO E COM CERTEZA MAIS SÁBIO AGORA! ANOS DE DOR ACABARAM E ALGO ESTÁ PRA COMEÇAR"

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now